UOL Carros Grupos de Discussão

15/09/2010

As rodovias brasileiras estão melhores?

Segundo uma pesquisa feita pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) entre os dias 3 de maio e 8 de junho de 2010, 41,2% das rodovias brasileiras são classificadas como ótimas ou boas, 33,4% são regulares e 25,4%, ruins ou péssimas.

Esse estudo apontou uma melhora em relação ao mesmo levantamento realizado em 2009, que classificou 31% das vias como ótimas ou boas, 45% como regulares e 24% como ruins ou péssimas.

A qualidade das estradas, que envolve variáveis como condições do piso e sinalização, é determinante -- juntamente com as condições de rodagem dos veículos -- para a prevenção de acidentes. Segundo dados do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, o número de ocorrências nas rodovias federais policiadas apresentou, entre 2004 e 2009, crescimento de 41,7%, chegando à marca dos 159,4 mil acidentes em 2009.

Para saber sobre a condição das vias, entretanto, nada melhor do que perguntar para quem as utiliza. Por isso, o UOL Carros quer saber a sua opinião, leitor:

As estradas brasileiras estão melhores?

14/09/2010

O que você achou do Citroën Aircross?

O lance mais ousado da Citroën no Brasil em muitos anos chama-se Aircross. O monovolume aventureiro, fabricado no Rio de Janeiro a partir do C3 Picasso europeu, chega ao mercado para ampliar dramaticamente a fatia local da marca francesa, dos atuais 2,5% (em média) para 3,5%. Os emplacamentos da Citroën no país vivem uma ascensão consistente, mas mesmo assim o Aircross precisará vender cerca de 2.000 unidades a cada mês para ajudar decisivamente nesse crescimento.

UOL Carros experimentou o Aircross durante uma semana, rodando com ele cerca de 760 km em vias urbanas, estradas asfaltadas e de terra. Nossa intenção era testar a versão GLX, a intermediária, que deverá responder pelo grosso das vendas do modelo, mas a Citroën só dispunha da versão Exclusive, a mais cara. Há tambem a versão GL, de entrada.

Nossa experiência relativamente intensa com o Aircross nos deixou a certeza que ele nada tem de crossover, muito menos de SUV. Trata-se de um carro urbano fantasiado com extrema competência pela Citroën, e assim ele deve ser entendido pelo consumidor. Não tenha dúvidas de que, a bordo dele, você fará sucesso numa viagem à praia com a turma, por exemplo. Mas vá sem pressa -- e pelo asfalto.

O que você achou do Citroën Aircross? Dê sua opinião